(79) 98864-7242 / 99123-9291

Pesquisa de Títulos



Novidades Por E-mail

Receba periodicamente em seu email os novos títulos e lançamentos na Exxa Filmes
 


Borat

Gênero: GÊNERO: Comédia
Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja À América deu visibilidade mundial ao comediante Sacha Baron Cohen, que ganhou o Globo de Ouro pelo papel. No entanto, ele afirmou que nunca mais incorporará o repórter cazaque depois deste filme – a não ser em turnês promocionais, como fez em programas da TV norte-americana e até no prestigiado Festival de Cannes, na França. Borat Sagdiyev é um personagem criado pelo comediante inglês Sacha Baron Cohen. Ele aparece em outro filme, Ali G Indahouse, como um repórter sem nome da Moldova e Kristo, que trabalha para uma TV na Albânia, resultado da mistura de outros personagens criados pelo inglês. A primeira vez que Cohen apresentou o conceito do personagem foi em 1994. Borat freqüentou a Universidade de Astana, na capital do Cazaquistão. Lá, estudou Inglês, Jornalismo e Pesquisa de Pragas. Em seu período de estudos, o repórter criou três delas, que foram soltas no Uzbequistão, vizinho ao norte de seu país natal. Tem dois irmãos, Natalya e Bilo. Este último é o caçula e tem problemas mentais. Por isso, ele fica a maior parte do tempo trancado numa gaiola, geralmente vendo revistas pornográficas. Oksana é o nome da esposa de Borat. Bravíssima, costuma brigar sem parar com o repórter. Não é raro ver ela correr atrás dele ameaçando-o com uma vassoura. O relacionamento é tenso e, nos EUA, longe da mulher, apaixona-se por Pamela Anderson. Borat tem três filhos e seu favorito é Hooeylewis, de 13 anos e o mais velho. Bilak tem 12 anos, a mesma idade de Biram, cuja mãe é a irmã do repórter que, além dos três filhos, tem 17 netos. O governo cazaque recrutou Borat, o segundo melhor repórter do país, para viajar aos EUA e produzir um documentário sobre a “mais gloriosa nação do mundo”. Isso para que o Cazaquistão possa aprender algumas “lições” e se torne um país melhor. Nos momentos de relaxamento, ele gosta de passar “horas sexies”- como ele costuma definir o sexo -, jogar pingue-pongue, dançar a música disco, tomar banhos de sol, atirar em cachorros, cuspir, sentar em cadeiras confortáveis, fotografar mulheres no vaso sanitário, pular no trampolim e beber uma bebida local, vinho feito com urina fermentada de cavalo. Anti-Semita - Borat tem muito medo dos judeus e esta é uma das características mais controversas do personagem. Seu criador, Sacha Baron Cohen, é judeu e explica que ela existe de forma irônica para expor o anti-semitismo presente na sociedade. Beijo – Tradicionalmente, os cazaques se cumprimentam com beijos, mas isso não é muito bem-visto entre os norte-americanos. Esta é uma das lições que Borat aprende ao chegar nos EUA: sempre que tenta cumprimentar estranhos com beijos, acaba sendo mal-interpretado. Um cidadão nova-iorquino até ameaça dar bordoadas no repórter. Cazaquistão – É o país de onde vem Borat. Por ocupar territórios asiáticos e um pouco da Europa, o Cazaquistão é uma nação transcontinental e foi um dos países que se tornaram independentes com a dissolução da extinta URSS, tendo declarado independência em 16 de dezembro de 1991. Documentário - Borat é filmado no estilo de documentário. O personagem é fictício, mas ele passa por situações tão bizarras nos EUA que algumas parecem combinadas. De qualquer forma, a idéia é que o documentário sirva para que o governo cazaques conheça o estilo de vida norte-americano e possa aprimorar a vida de sua população. Educação - Borat freqüentou a Universidade de Astana, na capital do Cazaquistão. Lá, estudou Inglês, Jornalismo e Pesquisa de Pragas. Em seu período de estudos, o repórter criou três delas, que foram soltas no Uzbequistão, vizinho ao norte de seu país natal. Feminismo – Esta palavra não existia para Borat até encontrar um grupo de feministas norte-americanas. De acordo com o Dr. Lama, amigo cazaque do repórter, as mulheres têm o cérebro do tamanho equivalente ao de um esquilo. A afirmação deixa as feministas bastante bravas com o inocente repórter. Galinha – Em sua viagem aos EUA, Borat faz questão de levar na mala sua galinha de estimação. A coitada passa por alguns apuros ao lado do repórter nas “terras do Tio Sam”. Ela até consegue escapar num vagão do metrô em Nova York, causando certo rebuliço entre os usuários. Hobbies - Nos momentos de relaxamento, ele gosta de passar “horas sexies”- como ele costuma definir o sexo -, jogar pingue-pongue, dançar a música disco, tomar banhos de sol, atirar em cachorros, cuspir, sentar em cadeiras confortáveis, fotografar mulheres no vaso sanitário, pular no trampolim e beber uma bebida local, vinho feito com urina fermentada de cavalo. Irmãos - Borat tem dois irmãos, Natalya e Bilo. Este último é o caçula e tem problemas mentais. Por isso, ele fica a maior parte do tempo trancado numa gaiola, geralmente vendo revistas pornográficas. JFK – O aeroporto John F. Kennedy, popularmente conhecido como JFK, é onde Borat desembarca quando chega nos EUA. Mas, depois de ver Pamela Anderson no seriado S.O.S. Malibu, fica apaixonado e convenceu seu cinegrafista a viajarem à Califórnia para pedir a loira em casamento. Luta - Em Borat: O Segundo Melhor Repórter Do Glorioso País Cazaquistão Viaja À América, uma das cenas mais chocantes é a luta entre o repórter e seu cinegrafista, Azamat Bagatov (Ken Davitian), num quarto de hotel. Além de brigarem nus, correm pelos corredores do hotel, causando constrangimento entre alguns hóspedes que testemunham a cena. Missão – O governo cazaque recruta Borat, o segundo melhor repórter do país, para viajar aos EUA e produzir um documentário sobre a “mais gloriosa nação do mundo”. Isso para que o Cazaquistão possa aprender algumas “lições” e se torne um país melhor. Nascimento – Borat é um personagem criado pelo comediante inglês Sacha Baron Cohen. Ele aparece em outro filme, Ali G Indahouse, como um repórter sem nome da Moldova e Kristo, que trabalha para uma TV na Albânia, resultado da mistura de outros personagens criados pelo inglês. A primeira vez que Cohen apresentou o conceito do personagem foi em 1994. Oksana – É o nome da esposa de Borat. Bravíssima, costuma brigar sem parar com o repórter. Não é raro ver ela correr atrás dele ameaçando-o com uma vassoura. O relacionamento é tenso e, nos EUA, longe da mulher, apaixona-se por Pamela Anderson. Prole - Borat tem três filhos e seu favorito é Hooeylewis, de 13 anos e o mais velho. Bilak tem 12 anos, a mesma idade de Biram, cuja mãe é a irmã do repórter que, além dos três filhos, tem 17 netos. Quente - O enorme sucesso de Borat nos cinemas norte-americanos fez com que a comédia fosse um dos filmes mais “quentes” de 2006. Com orçamento estimado em US$ 18 milhões, a produção estreou nos EUA em novembro desse ano, furando US$ 26 milhões só na primeira semana. Em menos de três meses, faturou nada menos que US$ 127 milhões. Rodeio - Em sua viagem pelos EUA, Borat tem a oportunidade de participar de um rodeio no Texas para homenagear o país pelo qual o repórter se encontra encantado. Vestindo uma camisa com listas e estrelas, como a bandeira norte-americana, ele canta o hino dos EUA com a letra modificada, como uma forma de abolir o terrorismo, mas de uma forma violenta e ignorante. Sagdiyev - É o sobrenome de Borat. No entanto, desde que o personagem foi criado, já recebeu outros: Karabzhanov e Dutbayev. Somente em 2003 seu criador definiu este sobrenome. Temores - Borat confessa à sua esposa que tem medo dos “homens com rosto de chocolate”, com quem encontra em sua viagem. Para quem não entendeu, esses homens são os afro-descendentes. Além disso, o repórter também tem medo de judeus. Urso - Borat e Azamat atravessam os EUA num carrinho de sorvete, único automóvel que conseguem comprar com US$ 700. Além disso, ganham um companheiro de viagem incomum: um urso, nomeado de Szvetlana, que roda o país ao lado do repórter e seu cinegrafista Azamat para protegê-los. Visibilidade - Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja À América deu visibilidade mundial ao comediante Sacha Baron Cohen, que ganhou o Globo de Ouro pelo papel. No entanto, ele afirmou que nunca mais incorporará o repórter depois deste filme – a não ser em turnês promocionais, como fez em programas da TV e no prestigiado Festival de Cannes. Xabu - Durante a viagem de Borat e Azamat em direção à Costa Oeste norte-americana, eles conhecem não somente um pouco da cultura do país, mas também passam por maus bocados. É nesse momento que acontecem as maiores tragédias na viagem do repórter e também suas maiores descobertas. Zabaneira - Esta palavra, sinônimo de prostituta, denomina a profissão de Natalya, irmã de Borat. Ela é a quarta melhor profissional do sexo do Cazaquistão. Em se tratando de sexo oral, ela é apontada como a melhor.

Diretor: Sacha
Elenco: Sacha
Classificação / Faixa Etária: 14 anos
Duração:93 min
Origem: EUA
Idioma: Inglês / Português
legenda: Inglês / Português
Data de Lançamento: jan/08



Deixe seu comentário sobre este filme!
  Seu Nome
 
 
  Seu Comentário
 
Código da imagem:
                                                                                                                    
 

Exxa Filmes Video Locadora @ 2017 - Todos os direitos reservados
Rua Flávio Diniz, n. 81, Cj. Augusto Franco, B. Farolândia, Aracaju/se, CEP 49030-760
(79) 98864-7242 / 99123-9291 - Aracaju - Sergipe - Brasil